Rádio AD On Line...

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Culto da Família


Neste último domingo, realizamos em nossa congregação o "Culto da Família", o Senhor se fez presente entre nós por intermédio dos louvores e principalmente pela palavra de Deus, A mensagem foi enfocada no livro de Jó, apresentando a fé inabalável deste homem diante das adversidades acontecidas em sua família. O diácono William, do templo sede, foi quem pregou a palavra de Deus. Em clima de festa, a congregação foi envolvida pela presença de Deus. O Irmão Dárcio, pai dos irmãos Danilo e Beatriz, aceitou a Jesus Cristo como único e suficiente Salvador de sua vida. Que Deus os abençoe.


quarta-feira, 26 de maio de 2010

Aniversário do Pr. Martim Alves


Em clima de descontração e alegria, alguns dos muitos amigos do Pr. Martim Alves comemoraram a passagem do seu natalício. Aproveitamos o ensejo para parabeniza-lo, desejando muita felicidades para ele e toda a sua família.
Registramos também a presença de casais da nossa congregação que marcaram presença nesta importante festa.




terça-feira, 25 de maio de 2010

UMA QUESTÃO DE MARCA



Qual a razão de tanta questão em torno de uma marca ou denominação na hora de "batizar" uma nova igreja, ou quando se resolve "re-batizar" uma igreja já existente? Seria para de alguma forma identificar sua linha doutrinária? Estar-se-ia buscando manter uma identidade denominacional? Haveria o interesse de se tirar proveito de um nome já construído ao longo dos anos? Seria para ajudar a "vender" mais fácil o Evangelho?

Nome de igreja (denominação) não salva ninguém, mas, pode dar credibilidade para quem não é digno de credibilidade, ou para quem deseja se aproveitar da "marca" para fazer crescer o seu "reino pessoal" (e não o Reino de Deus).

Não existe igreja perfeita, porque os seus líderes e membros não são perfeitos. Agora, de uma coisa estou certo, existem igrejas com líderes sérios e comprometidos com Deus e com a sua Palavra, como também existem igrejas pastoreadas por verdadeiros bandidos e exploradores da fé.

O fato é que o nome "Assembléia de Deus", "Igreja Batista", "Igreja Presbiteriana" e outros que estão associados a uma organização já reconhecida nacionalmente por seu trabalho espiritual, social e cultural, acabam sendo utilizados indiscriminadamente, alcançando os níveis do banal e do ridículo.

Não se conhece a seriedade de uma igreja apenas por sua "marca", mas acima de tudo, pelo amor, comunhão e caráter de seus líderes e membros. Sendo assim, por uma questão de prudência, devem-se buscar informações sobre a referida igreja e seu pastor, sempre que se pensar em congregar, mudar de congregação ou de denominação. O tempo é outro grande auxiliar no sentido de revelar quem é quem.

Ninguém fique admirado, se de repente, em meio a tanta criatividade, oportunismo e cinismo, surgir no cenário evangélico nacional um dos nomes abaixo:

- Igreja Evangélica dos Sem Igreja
- Assembleia da Vitória Financeira
- Congregação Cristã dos Pescadores de Aquários
- Ministério Apostólico dos Mercenários de Plantão
- Assembleia da Minha Família
- Comunidade Aqui Pode Tudo
- Paróquia da Enganação
- Universal do Meu Reino
- A Verdadeira e Imaculada Igreja de Jesus
- Igreja Batista Pós-Moderna
- Caminho da Santificação Sem Jugo
- Capela da Prosperidade
- Sementeira de Cristo
- Igreja do Bom Brilho das 1001 Utilidades
- Igreja Global e Você, Tudo a Ver
- Igreja Jesus Cristo É Isso Aí

Que o Senhor nos ajude!

Publicado em O GALILEO

CONFERÊNCIA PENTECOSTAL, ESCOLA BÍBLICA NACIONAL E CONGRESSO FEMININO EM NATAL-RN




segunda-feira, 24 de maio de 2010

Culto da Mocidade - Domingo


A igreja ficou pequena para tanta gente, isso é bom, os cultos estão a cada dia mais abençoados, fazendo com que a palavra de Deus seja anunciada a muitas pessoas, trazendo a salvação à jovens sedentos de paz.
Nos últimos dias o Senhor mudou a vida de pelo  menos 7 (sete) jovens, aceitando a Jesus Cristo como Salvador.



Culto do Amigo - Sábado


Neste último sábado foi realizado o culto do amigo, destacamos o empenho por parte da mocidade, principalmente pela apresentação excepcional de uma peça teatral intitulada "O Preço de Uma Alma", o jovem Abraão ficou com a responsabilidade da palavra, trazendo uma boa meditação sobre O AMIGO.



 
 

quarta-feira, 19 de maio de 2010

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Não se sabe...


Não se sabe se a terra subiu ou o céu desceu, o certo é que neste domingo a unção do Espírito Santo de Deus se fez presente em nosso meio. Com presença marcante de seus membros, Deus usou de uma forma toda especial, alguns irmãos da congregação para trazer a Sua palavra, dentre eles, destacamos Francisco Vieira, a irmã Aila Borges e Leonardo Bezerra que trouxeram aos presentes mensagens ungidas por nosso Senhor. Já durante o culto as pessoas começaram a decidir-se para Cristo, vindo a frente para receberem a oração. O segundo dirigente, irmão Valdécio Alves concluiu a mensagem, enfatizando o sofrimento de Jesus na cruz do calvário. Aceitaram à Cristo como Salvador, as jovens Rianna Paula, Mariana, Danielly e Rivânia. Que Deus as abençoe de uma forma toda especial.

sábado, 15 de maio de 2010

Enfoque Missionário

Cresce a procura por Bíblias na China

Mais de 500 mil pessoas voltaram para Cristo no país asiático

Número de Bíblias não atendem ao número de pessoas que se convertem ao cristianismo na China. A igreja cresce e, com isso, a demanda por Bíblias. É o que afirma a Organização Internacional (International Christian Resources Exhibition).

O chefe do programa de parceria com a Sociedade Bíblica da China, Kua Wee Seng, disse que a Amity Printing Press, a única aprovada pelo governo, para impressão de Bíblia no país asiático, luta para manter a demanda.
Embora o número de Bíblias impressas para distribuição na China aumentarem para quatro milhões no ano passado, Kua disse que mais Bíblias são necessárias para satisfazer as necessidades das cerca de 500 mil pessoas que se voltam para Cristo na nação comunista a cada ano.
Kua disse que a ajuda financeira e prática dos cristãos fora da China fez possível a impressão da Bíblia, nomeadamente através da transferência de toneladas de papel, agora que a China está produzindo sua própria Bíblia.

Fonte: Christian Today e redação CPADNews

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A Lição da Ovelha Muda


Numa época em que os seres humanos experimentam constantes atritos verbais, nada melhor que ressaltar a humildade proverbial de Jesus Cristo diante dos seus tosquiadores.
No livro do profeta Isaias, no capitulo 53 e versículo 7, diz-nos a palavra de Deus: “Ele foi oprimido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a sua boca”. Esta profecia, que viria cumprir-se literalmente mais ou menos 700 anos depois no golgota, mostra de forma categórica o destemor do Senhor ao sofrer calado. Se o Senhor Jesus quisesse, não lhe teriam faltado palavras repletas de argumentos convincentes para persuadir seus algozes da inominável injustiça que estavam praticando contra ele, um inocente. Todavia, Ele preferiu silenciar convicto de que, fazendo o contrário, estaria pactuando com as hostes infernais interessadas em frustrar sua maravilhosa missão – a redenção da humanidade. A pesar do inevitável raciocínio de que Jesus é Deus, Ele teve, como tal força suficiente para sofrer a afronta e suportá-la como uma ovelha muda; a verdade é que, mesmo dentro de nossas não poucas limitações, podemos e devemos, em situações de confronto, seguir o exemplo do Filho de Deus, renunciando a presunção que nos leva a agirmos como se fossemos “donos da verdade” ou detentores exclusivos da razão. Como filhos de Deus devemos ter cuidado, afim de não abalarmos até o nosso relacionamento com Deus, levando-nos, muitas vezes ao absurdo de questiona-lo. No livro de Eclesiastes tem um conselho proveitoso: “Guarda o teu pé quando entrares na casa de Deus; inclina-te mais a ouvir do que a oferecer sacrifício de tolos pois não sabem que fazem mal. Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra; pelo que sejam poucas as tuas palavras”, Ec 5.1-2. Como se vê, muitas vezes, ainda que se trate de árdua tarefa, vale a pena sofrer a injustiça ou danos. É nestas horas que devemos lembrar que “na multidão das palavras não falta transgressão, mas o que modera os seus lábios é prudente”, Pv 10.19.
Que o Senhor Deus nos Abençoe.

Marcos Alencar
Presbítero da Assembléia de Deus em Mossoró –Rn e Bacharelando em teologia pela FACETE

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Indiferença Mata

O que separa corações não é a distância, é a indiferença.
Há pessoas juntas estando separadas por milhares de quilômetros e outras separadas vivendo lado a lado.
Muitas vezes, nos importamos com o que acontece no mundo, nos sensibilizamos e pensamos até em fazer alguma coisa, mas nos esquecemos do que se passa ao nosso lado, na nossa casa, na nossa família e mesmo na vizinhança.
Colocamos, sem querer, barreiras entre os corações que nos cercam.
A indiferença mata lentamente, anula qualquer sentimento.
E assim, criamos distâncias quando estamos tão próximos.
As pessoas se habituam tanto àquelas que convivem com elas que elas passam a não notá-las mais, a não dar mais importância.
Mas, se quisermos transformar o mundo, comecemos por transformar a nós mesmos.
Se quisermos entrar em combates para melhorar algo para o futuro, que esse combate comece dentro da nossa própria casa.
Precisamos olhar os que estão ao nosso lado, sempre com olhos novos.
Comunicar mais, destruir mais barreiras e construir mais pontes.
Precisamos nos dar de coração a coração.
A melhor maneira de acabar com a indiferença de uma pessoa em relação a nós é amá-la.
O amor transforma tudo.
Não permita que pessoas ao seu lado morram de solidão!
Não permita que elas se sintam melhor fora de casa que dentro dela!
Dê atenção, dê do seu próprio tempo! Se comunique!
Assista menos televisão e converse mais. Riam juntos.
Há quanto tempo você não diz à pessoa que vive ao seu lado que ama-a?
A gente não recupera tempo perdido. Mas podemos decidir não perder mais.
Vamos amar os corações que nos cercam e tentar alcançar novamente aqueles que se distanciaram.
Há sempre tempo para se amar.
E se não houvesse, o próprio amor seria capaz de inventar.

segunda-feira, 10 de maio de 2010

DOMINGO, Culto Evangelístico



Culto em Homenagem às Mães

No último domingo, realizou-se na congregação da Nova Betânia o culto do dias das mães. A programação foi bem diversificada, com a participação das crianças, jóvens e adultos. Veja fotos abaixo:


quinta-feira, 6 de maio de 2010

Culto do Dia das Mães - Domingo



A Origem do Dia das Mães.

O primeiro registro de comemoração do dia das mães, está no início do século XVII, quando a Inglaterra começou a dedicar o quarto domingo da Quaresma às mães das operárias inglesas. Nesse dia, as trabalhadoras tinham folga para ficar em casa com as mães.
Era chamado de "Mothering Day", fato que deu origem ao "mothering cake", um bolo para as mães que tornaria o dia ainda mais festivo.

Nos Estados Unidos, as primeiras sugestões em prol da criação de uma data para a celebração das mães foi dada em 1872 pela escritora Júlia Ward Howe, autora de "O Hino de Batalha da República".
Mas foi outra americana, Anna Jarvis, no Estado da Virgínia Ocidental, que iniciou a campanha para instituir o Dia das Mães. Em 1905 Anna Jarvis, filha de pastores, perdeu sua mãe e entrou em grande depressão.
Preocupadas com aquele sofrimento, algumas amigas tiveram a idéia de perpetuar a memória de sua mãe com uma festa.
Anna quis que a festa fosse estendida a todas as mães, vivas ou mortas, com um dia em que todas as crianças se lembrassem e homenageassem suas mães.
A idéia era fortalecer os laços familiares e o respeito pelos pais.

Durante três anos seguidos, Anna lutou para que fosse criado o Dia das Mães.
A primeira celebração oficial aconteceu somente em 26 de abril de 1910, quando o governador de Virgínia Ocidental, William E. Glasscock, incorporou o Dia das Mães ao calendário de datas comemorativas daquele estado.
Rapidamente, outros estados norte-americanos aderiram à comemoração.

Finalmente, em 1914, o então presidente dos Estados Unidos, Woodrow Wilson (1913-1921), unificou a celebração em todos os estados, estabelecendo que o Dia Nacional das Mães deveria ser comemorado sempre no segundo domingo de maio. A sugestão foi da própria Anna Jarvis. Em breve tempo, mais de 40 países adotaram a data.
Estraido: Site Portal da Família

Pérolas Diárias

6 de Maio
 
"Não deixemos de congregar-nos, como é costume de alguns; antes, façamos admoestações, e tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima." Hebreus 10.25

Que dia que se aproxima? O dia da vinda de Jesus. O nosso "eu", egocêntrico por natureza, quando não se entrega por si mesmo, diz: quero ser livre! "Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas!" Este "eu" declara a sua assim chamada individualidade. Mas estou profundamente convicto de que, quando o Senhor voltar, desejará nos encontrar – aqueles que são Seus – reunidos, como no dia de Pentecoste, quando veio o Espírito Santo sobre Seus discípulos: "Ao cumprir-se o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos no mesmo lugar." Tens comunhão com outros cristãos? E se no lugar em que você mora não há uma verdadeira comunhão de pessoas consagradas a Deus, por que você não deveria colocar sua casa à disposição para cultos e reuniões de oração? "Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa, e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração." Verdadeira comunhão com o Senhor, que conduz ao arrebatamento, se expressa visivelmente por meio de perseverante comunhão com outros filhos de Deus.

Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

quarta-feira, 5 de maio de 2010

Feliz dia Das Mães






Casa x Lar , qual você mora?

Casa é uma construção de cimento e tijolos.
Lar é uma construção de valores e princípios.

Casa é o nosso abrigo das chuvas, do calor, do frio...

Lar é o abrigo do medo, da dor e da solidão.

Casa é o lugar onde as pessoas entram para dormir, usar o banheiro, comer. De onde temos pressa para sair e para onde retardamos a hora de voltar.

O lar é o lugar onde os membros da família anseiam por estar nele, onde refazem suas energias, alimentam-se de afeto e encontram o conforto do acolhimento. É onde temos pressa de chegar e de onde retardamos a hora de sair.

Numa casa criamos e alimentamos problemas.
O lar é o centro de resolução de problemas.

Numa casa moram pessoas que mal se cumprimentam e se suportam.

Num lar vivem companheiros que, mesmo na divergência, se apóiam e nas lutas se solidarizam.
Casa é local de dissensões, conflitos, discórdia...
No lar as dissensões, os conflitos, existindo, servirão para esclarecer e engrandecer.

Numa casa desdenha-se dos nossos valores.

No lar sonhamos juntos.

Numa casa há azedume e destrato.

Num lar sempre há lugar para a alegria.
A casa é um nó que oprime, sufoca...
O lar é um ninho que aconchega.

Se você ainda mora em uma casa, eu te convido a transformá-la, com urgência, em um lar e que Jesus seja sempre o seu convidado especial.

Projeto No Deserto


Assita ao último vídeo do Projeto no Deserto realizado no Assentamento Curral Novo em 13 de março de 2010.


Você pode assistir também no site do projeto em:
http://www.projetonodeserto.org.br/



terça-feira, 4 de maio de 2010

COMUNICADO


Informamos que em breve este blog estará com um novo endereço de direcionamento, para facilidade de memorização e praticidade de acesso. Em virtude disto, ainda não iniciamos a devida divulgação do mesmo.


Data prevista de liberação do novo endereço:  12/05/2010.

Novo Endereço: www.adnovabetania.org.br/