Rádio AD On Line...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Maria – Meditando na bondade de Deus

“Mas Maria guardava todas essas coisas, conferindo-as em seu coração” (Lucas 2.19).


Maria e José haviam enfrentando uma semana turbulenta, com uma árdua viagem de Nazaré a Belém para o censo de Cesar Augusto. Não havia quartos vagos em lugar algum. O nascimento da criança foi num estábulo modesto e sujo. Depois vieram os pastores, olhos arregalados com entusiasmo, contando a visão de um exercito angelical nos céus e falando sem parar sobre o bebê, chamado-o de “Salvador”, “Messias” e “Senhor”. “Maria” – as Escrituras dizem – “guardou tudo no coração”.  Em sua própria mente, ela juntou essas imagens e experiências de modo que pudesse lembrar delas mais tarde e contemplar suas profundas implicações.

     O retrato que Lucas traça de Maria é o de uma mulher pensativa, reflexiva. Diferente de muitos que vivem ocupados e distraídos, Maria valorizava os momentos de quietude, de modo que pudesse meditar nas obras de Deus. É provavelmente essa qualidade – esse desejo de apreciar plenamente tudo o que Deus é e tem feito – que faz a diferença entre cristãos comuns e extraordinários.

     O mandamento de Salmo 46. 10 é este: “Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus”. Infelizmente, muitos crentes modernos têm um conhecimento superficial de Deus porque nunca se aquietam por tempo suficiente para ouvir sua voz tranqüila e suave. E você? Quanto tempo faz que você não gasta tempo para refletir silenciosamente sobre os feitos de Deus em sua vida?

     Use a solidão que Deus lhe dá para refletir sobre a magnitude do que Ele tem feito.



Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.


segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Maria Madalena – Gratidão transbordante

“Maria, chamada Madalena, da qual saíram sete demônios (Lucas 8.2).


Muitas igrejas ensinam novos cristãos a compartilharem seu testemunho usando esta simples fórmula: (1) descreva sua vida antes de ter colocado sua fé em Cristo; (2) como você encontrou Jesus; e (3) as mudanças em sua vida desde que confiou nEle.

     Dado esse esboço, eis aqui como poderíamos reconstruir o testemunho de Maria Madalena: antes de encontrar a Cristo, Maria era possuída por sete espíritos malignos e, dadas as descrições da atividade demoníaca no Novo Testamento, só podemos deduzir que sua vida era cheia de miséria e loucura.

     Em algum ponto no inicio de seu ministério – não sabemos precisamente quando ou onde – Jesus encontrou Maria e libertou-a dos demônios que a atormentavam por tanto tempo. Ela foi mudada para sempre.

     Depois dessa mudança de vida, Maria Madalena tornou-se uma devotada seguidora de Jesus. Ela sustentou o ministério dEle financeiramente; ficou com Ele na crucificação (quando todos os discípulos homens, exceto João, haviam fugido). Ela esteve lá na tumba na manha da ressurreição.

     Não encontramos nem sinal de “eu acho que devia servir a Jesus” ou “eu provavelmente devia dar algum dinheiro ao Senhor” na vida de Maria. Ao contrario, vemos a transbordante gratidão de alguém que colheu as bênçãos da salvação. Se a sua vida cristã tornou-se uma rotina tediosa de obrigações e deveres, peça a Deus para ajudá-lo a recapturar  a alegria da sua salvação.

     Apreciação, não obrigação, deve motivar nosso dar.




Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

O Cego de Nascença – Razão para Regozijo


“Havendo eu sido cego, agora vejo” (João 9.25).


Será que ele estava ouvindo quando os discípulos perguntaram a Jesus: “Quem pecou, este ou seus pais, para que nascesse cego?” (João 9.2). Será que ele ficou magoado pela insensibilidade deles? Será que eles pensavam que pessoas cegas não podiam ouvir? Será que ele entendeu a resposta de Jesus? Haveria algo naquela voz que tenha lhe dado esperança? O que será que ele pensou quando ouvir Jesus cuspir? Como deve ter sido sentir lama ser esfregada nos olhos? Será que ele hesitou, mesmo que por um momento, diante da receita de Jesus? Quem o teria ajudado em seu caminho até o tanque de Siloé? A Bíblia resume tudo isso em uma frase: “Foi, pois, e lavou-se, e voltou vendo” (9.7).

     O milagre da nova visão desse homem provocou os sofisticados. “Ele não pode fazer isso”. “Ele quebrou o Sábado”. “Ele só pode ser um pecador”. “Esse homem é louco! Você é louco!”

     Os fariseus tinham suas próprias razoes para reclamar, e hoje nós temos, as nossas. Nós murmuramos e reclamamos em cada injustiça, cada dor, cada sofrimento – mesmo depois que acabam – como se Deus nos devesse algo. Ou não parece justo: por que ele não eu?

     Mas o cego de nascença não guardou ressentimentos. Ele simplesmente se regozijou. Por que não podemos nós todos fazer o mesmo?

     Somente corações gratos podem ver os milagres de Deus.                


Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Teófilo – Falando sobre Deus



“Pareceu-me também a mim conveniente descrevê-lo a ti, ó excelentíssimo Teófilo, por sua ordem, havendo-me já informado minuciosamente de tudo desde o principio, para que conheças a certeza das coisas de que já estás informado” (Lucas 1.3-4).



O que há em um nome? Teófilo literalmente significa “aquele que ama a Deus”. Lucas escreveu seu Evangelho para Teófilo, seu amigo e irmão na fé, de descendência grega, para descrever a vida de Jesus, e o livro de Atos dos Apóstolos, a fim de que ele tomasse conhecimento sobre a vida da Igreja Primitiva.

                Aparentemente, o nome de Teófilo também refletia sua atitude e interesses. Ele queria saber a respeito do que Deus estava fazendo no mundo através das vidas de outras pessoas.

                Sobre o que você e seus amigos conversam quando estão juntos? Falar sobre o tempo, esportes, nossas famílias e nosso trabalho é mais do que suficiente para esgotar nosso tempo. Mas com que freqüência você conversa com sua família e amigos sobre Deus e a obra dEle no mundo e em sua vida?

                Deus não é um assunto tabu ou particular. Precisamos de amigos que amem a Deus com os quais possamos conversar sobre nossos interesses espirituais. Quando focalizar sua conversa em Deus, você pode se tornar uma fonte de encorajamento para um amigo. Encontre um jeito de falar sobre Deus com seus amigos esta semana.

                Não discuta apenas as noticias; fale sobre as Boas Novas.


Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia.


segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Moisés – Vivendo com uma perspectiva eterna


“Escolhendo, antes, ser maltratado com o povo de Deus do que por, um pouco de tempo, ter o gozo do pecado  (Hebreus 11. 25).”

Houve um tempo na vida de Moisés que ele teve de tomar uma grande decisão: aproveitar a vida como um egípcio adotado ou unir-se aos pobres e escravizados irmãos judeus. O contraste entre as duas opções não poderia ser maior: uma vida de facilidades sensuais versus uma vida de dureza, incerteza, e dor.

 Moisés escolheu o que a maioria das pessoas consideraria a opção menor atraente. Ele tinha captado a visão da vasta realidade de Deus, olhando além do brilho temporário do Egito, para as verdades eternas que haviam sido reveladas aos patriarcas judeus.

De formas levemente diferentes cada um de nós tem que tomar a mesma decisão: vamos nos lembrar da verdade transformadora de que um dia teremos que comparecer diante de Deus e dar contas da forma que gastamos nosso tempo na terra? Vamos acompanhar uma cultura corrupta que toma decisões com base nos sentimentos, hormônios, lei da maioria e estatísticas – ou abraçaremos as verdades eternas das Escrituras e permitiremos que sejam nossa única regra de fé e pratica?

Olhe para trás e observe o ultimo mês que você viveu. Avalie suas atitudes, motivos e ações. Você tem vivido com céu em vista? Se não, peça a Deus que o ajude a desenvolver uma perspectiva eterna.

Uma perspectiva eterna ajuda-nos a viver como devemos durante nossa breve estada na terra.





Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.




terça-feira, 8 de novembro de 2011

Gesém – Uma aliança profana



“Estou fazendo uma grande obra, de modo que não poderei descer. Por que cessaria esta obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco?” (Neemias 6.3)


Neemias encarou um enorme problema logístico na reedificação dos muros de Jerusalém. Mas essa não era a grande preocupação. Três homens estavam determinados a impedir que Neemias reconstruísse os muros demolidos. Eles eram Sambalate e Tobias, dois lideres locais, e Gesém, um homem de influencia. Esses homens são lembrados nas Escrituras principalmente por seus motivos malignos e táticas desagradáveis: intimidação, ameaças de ataque físico e ridicularização.

Sempre que decidimos seguir a direção de Deus, podemos esperar enfrentar as mesmas reações que Neemias enfrentou. Os nomes e situações mudarão, mas os oponentes de Deus sempre compartilham o mesmo objetivo: impedir-nos de fazer o que Deus quer que façamos.

Precisamos lembrar como Neemias superou a oposição: ele orou, planejou e continuou trabalhando. Mesmo a ameaça de morte não o impediu de levar a cabo o que ele sabia que ser a vontade de Deus. Quão freqüentemente nós desistimos diante de oposições muito mais fracas? Confie nos recursos de Deus enquanto você planeja sua defesa contra a oposição do inimigo.

Nós nos expomos à derrota quando tentamos enfrentar os problemas sem oração.



Extraído do  livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.






terça-feira, 1 de novembro de 2011

Sambalate – Defendendo seu território


“ O que ouvindo Sambalate... lhes desagradou com desagrado que alguém viesse a procurar o bem dos filhos de Israel (Neemias 2.10).

Sambalate se opôs aos esforços de Neemias para reconstruir os muros de Jerusalém. Sua oposição pode ter sido provocada por ódio racial, ambição ou ciúme. Quaisquer que sejam os motivos, ele estava decidido a parar Neemias.
Sambalate e seus amigos ridicularizaram Neemias e seu plano, questionando sua autoridade e seus motivos. Enquanto a obra de restauração continuava, ele ameaçou-os e tentou atrair Neemias para uma situação onde seu caráter seria desacreditado.
Antes que risque Sambalate como um cara mau o tempo todo, será que há alguma “atitude dele” em você? Como você reage quando um novo obreiro é designado para seu “território”, em seu emprego ou responsabilidade? Dá as boas-vindas á nova pessoa com suas novas idéias e entusiasmo, ou se ressente de sua presença como uma ameaça á você?
Dar as boas-vindas e apoiar um novo líder domina nosso orgulho. Mesmo os cristãos mais fortes podem sentir a tentação de andar negativamente e desejar o fracasso do novo líder. Se agradar a Deus é nosso desejo principal, não temos que nos preocupar com quem recebe créditos por um trabalho bem feito. Podemos ficar satisfeitos em ser parte da obra de Deus – mesmo que alguém mais desempenhe um papel maior.

Aquele que se humilha será exaltado, mas aquele que se exalta será humilhado.
A historia de Sambalate está relatada em Neemias 2; 4 e 6. 

Extraída do livro 365 Mensagens Inspiradas Em Personagens da Bíblia do Autor Michael Kendrick.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Neemias – Tomando o curso mais sábio de ação



“Porém nós oramos ao nosso Deus e pusemos uma guarda contra eles, de dia e de noite, por causa deles” (Neemias 4.9).


Desde o começo os esforços de Neemias para reconstruir os muros de Jerusalém encontraram oposição. Seus inimigos eram Sambalate, o horonita; Tobias, o amonita e Gesém, o árabe. Esses homens tentaram tudo para atrasar ou parar a obra. Eles debocharam de Neemias e seus construtores, acusaram os judeus de traição e até ameaçaram com violência física.

Neemias recebeu cada ataque verbal com paciência e oração. Então quando ouviu rumores de um iminente ataque militar, Neemias não apenas ouviu rumores de um iminente ataque militar, Neemias não apenas orou, mas preparou-se para a ação – colocando guardas e armando seus trabalhadores. Freqüentemente os trabalhadores terminavam suas tarefas com uma mão, enquanto com outra seguravam a arma.

A reação de Neemias é um grande exemplo para nós. A oração deve ser a primeira coisa a fazer quando enfrentarmos problemas; todavia, não é a única ação requerida de nós. Deus espera que façamos o que pudermos. Temos que usar o bom senso. Temos que fazer o que pudermos confiando em Deus durante todo o processo.

Você está enfrentando uma situação difícil em sua vida? Por todos os meios, ore!Então estude a situação e considere os passos que você pode dar para aliviar o problema. A vida cristã é um empreendimento em dupla. Deus trabalha em nós; todavia, ao mesmo tempo, Ele espera que desenvolvamos a nossa própria salvação (Filipense 2.12,13). Compreender essa verdade é crucial se quisermos encontrar êxito em andar com Deus.

Quando estiver enfrentando problemas, confie em Deus e tome o curso mais sábio de ação.





Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.


segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Neemias – Uma vida de oração



“Estejam, pois, atentos os teus ouvidos, e os teus olhos, abertos, para ouvirem a oração do teu servo, que eu faço perante ti, de dia e de noite” (Neemias 1.6)


Em 445 a.C., Neemias liderou um grupo de judeus exilados da Pérsia de volta para Jerusalém com o propósito de reedificar os muros caídos da cidade. Apesar da forte oposição de fora e extremo desencorajamento de dentro, os judeus realizaram essa tarefa  monumental em apenas cinqüenta e dois dias! Qual o segredo de Neemias? Como ele conseguiu fazer com que um bando de desorganizado e desiludido de pessoas realizasse uma obra tão extraordinária?

Alguns citam sua liderança e habilidades organizacionais. Outros atribuem suas habilidades á motivação. Mas talvez a chave real seja encontrada na vida de oração de Neemias. A historia de Neemias revela um homem que era intimo de Deus e altamente dependente do seu Criador.

Quando desencorajado e deprimido, ele orou (1.4-11). Quando esteve sob ataque, ele orou (4.4-5.9). Quando fraco e sem poder, ele orou (6.9). Quando feliz, ele gastou tempo agradecendo e louvando a Deus (capitulo 12). Mesmo em meio á sua agenda cheia, Neemias manteve uma conversa rápida com Deus (2.4).

E você? A oração é parte regular de sua vida diária? Você confia em Deus durante tempos difíceis? Você agradece regularmente e louva a Deus pelas suas bênçãos? Gaste algum tempo hoje agradecendo por Neemias, e permita que seu exemplo o motive a uma vida de poder... através da oração.     

O segredo para uma vida cheia de poder é uma vida cheia de oração.



Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

José – Segurando a língua

“Por isso, tanto mais o aborreciam por seus sonhos e por suas palavras” (Gênesis 37.8)

José não podia guardar os sonhos que ele continuava tendo. Eles eram visões de Deus sobre o futuro. Mas José estava, com certeza, um tanto ansioso para compartilhar esses sonhos com seus irmãos, que já tinham ciúmes da grande afeição de seu pai Jacó pelo garoto.
Num dos sonhos, os irmãos estavam amarrando feixes de trigo quando, de repente, o feixe de José ficou de pé, e os outros apressaram-se a dobrar-se diante dele. Na segunda visão, José observou o Sol, a Lua, e onze estrelas dobrando-se diante dele. Esses eram obviamente relances do futuro – pinçadas divinas do que estava adiante da família de Jacó no Egito.
  O senso comum parecia dizer: “Eu devia guardar esses sonhos só para mim. A situação com meus parentes já é instável o suficiente”. Mas José, obviamente jovem e imaturo, tagarelou tudo. E os resultados eram os que já poderíamos esperar. Enquanto a auto-segurança e confiança são qualidade admiráveis, precisamos ter cuidado para que não nos tornemos encrenqueiros e vangloriosos. Ninguém gosta de fanfarrões. Lembre-se da sabedoria de Provérbios 27.2: “Seja outro o que te louve, e não a tua boca, o estrangeiro, e não os teus lábios”. Resista á pressa de tornar-se melhor diante dos outros. Aqueles que se exaltam, dizem as Escrituras, serão humilhados.

  Sua confiança em Deus deve ser discreta e humilde.

Presbítero Marcos Alencar Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

Convenção Nacional dos Gideões 2011

   
Entre os dias 7 e 11 de Setembro deste, os Gideões de todo o Brasil se reuniram na capital da nossa nação, para a realização da Convenção Nacional dos Gideões Internacionais. Destacamos os membros do Campo Mossoró Oeste e membros da nossa congregação, que participaram ativamente daquela convenção:
Valdécio, Azenati, Felipe e André
Pedro Noronha, Fátima e Cynthia
Gilberto e Soraya
Elislande,  Andréa e Lucas
Altemízio e Francinete
Thais Kétura


  

domingo, 18 de setembro de 2011

Parabéns Graça

  
Parabenizamos a irmã Graça, esposa do Pb. Marcos Alencar, desejamos muitas felicidades para ela e toda a sua família.

 
 

Aniversário do Louvores Que Libertam

   
No dia 28 de Agosto, o Conjunto Louvores Que Libertam comemorou mais m ano de existência, parabenizamos a todas as irmãs que fazem com que este conjunto seja uma bênção.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Conj. Harmonia Angelical - 2011

  
 O Conjunto infantil Harmonia Angelical comemorou mais um aninho de existência, com um uma festa espiritual e divertida, toda a equipe do departamento infantil, na coordenação das irmãs Azenati e Klarice está de parabéns.

DIA DOS PAIS - 2011

   
Grandes coisas fez o Senhor por nós, por isso estamos alegres...
Parabenizamos os filhos por proporcionarem esta bonita homenagem realizada no dia 14 de agosto, dia em que comemoramos O Dia dos Pais.
  




Parabéns Pb. Marcos Alencar


No dia 24 do mês de julho, comemoramos o natalício do nosso pastor, o Pb. Marcos Alencar, desejamos muitas felicidade para toda a família.

Convenção Internacional dos Gideões

 
O casal Valdécio e Azenati, fez parte da delegação brasileira que esteve na Convenção Internacional dos Gideões Internacionais, o evento se deu na cidade de Charlotte, Carolina do Norte, o grupo passou também pelas cidades de Washington, Nova York e Miami. Os Gideões estão hoje organizados em 194 países, destes, tinham 94 delegação do mundo todo.
  

Formatura do Casados Para Sempre

 
Parabenizamos o casal Robson e Elaine pela formatura da turma em que liderou, a formatura se deu em 14 de julho, o evento foi realizado no buffet do irmão Josué.

domingo, 4 de setembro de 2011

CULTO DO AMIGO - JUNHO 2011


Oi pessoal, desculpa pelo atraso, más tá aqui, as fotos do culto do amigo, realizado pela mocidade no final de Junho, parabéns a todos jovens pela abençoada iniciativa.





segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Salomão – Um coração sábio e cheio de discernimento


“Eis que te dei um coração tão sábio e entendido, que antes de ti teu igual não houve e depois de ti teu igual se não levantará” (1 Reis 3.12).

Com a morte do rei Davi, o manto da liderança passou para seu filho Salomão. Ainda cedo em seu reino, como terceiro rei de Israel, Salomão teve um sonho no qual o Senhor fala com ele. Essencialmente o Senhor disse ao novo monarca: “Peça o que você quiser, e eu lhe darei”. Imagine uma oferta dessas. As opções eram vibrantes!

Mas Salomão não hesitou. Ele imediatamente pediu sabedoria. “A teu servo, pois, dá um coração entendido para julgar a teu povo, para que prudentemente discirna entre o bem e o mal” (1Rs.3.9). Essa resposta humilde mexeu como o coração de Deus. Ele concedeu isso e acrescentou: “E também até o que não pediste te dei, assim riquezas como glória; que não haja teu igual entre os reis, por todos os teus dias” (1Rs.3.13).

Sabedoria difere de conhecimento, uma vez que sabedoria significa “habilidade em viver”. È saber não apenas fatos, mas o que fazer nas várias situações da vida. De acordo com a Bíblia, alguém com um QI de 180 pode ser um idiota, enquanto um excluído do segundo grau pode ser extremamente sábio. A diferença está na habilidade de entender e viver a verdade de Deus.

Peça a Deus para fazer de você uma pessoa sábia. Então gaste algum tempo hoje lendo palavras de Salomão no livro de Provérbios.

Falta de conhecimento não é o problema; falta de sabedoria, sim.


Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Salomão – Encontros Íntimos do tipo errado


“Porque sucedeu que, no tempo da velhice de Salomão, suas mulheres lhe perverteram o coração para seguir outros deuses; e o seu coração não era perfeito para com o SENHOR seu Deus (1 Reis 11.4).”

Salomão foi um rei medíocre. Ele fez tanta bobagem quanto Saul, mas por outro lado, ele nunca viveu a promessa de seu pai, Davi. Salomão foi um sujeito que começou bem, mas que caiu rápido. Ele herdou um próspero e florescente reino, e reinou muito tempo em paz.

Salomão desfrutou riquezas e sabedoria, e teve a chance de realmente deixar uma marca. Ao invés disso, deixou para trás um reino que se dividiu logo após a sua morte, e nunca mais se reuniu. O que houve?

Os casamentos de Salomão com mulheres estrangeiras foram grande parte do problema. Quando Salomão trouxe aquelas mulheres para o seu palácio, elas invariavelmente trouxeram consigo as suas patológicas crenças e práticas religiosas. Antes mesmo, Salomão esteve fazendo concessões e comprometendo sua própria fé para agradar as numerosas mulheres de sua vida.

O triste final de Salomão nos faz lembrar da importância de não entrar em relacionamentos íntimos com incrédulos. Podemos e devemos ser amigos deles (de que outra forma poderemos compartilhar o Evangelho de Cristo?). Porém, não podemos arriscar um jugo desigual que ameace nossa devoção a Deus.

Você anda muito intimo de alguém que não compartilha da sua fé em Cristo? Peça a Deus força para fazer todas as mudanças necessárias nesse relacionamento.

Um relacionamento intimo com a pessoa errada pode devastar seu relacionamento com Deus.



segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Zacarias, o Profeta – Descansando na Palavra de Deus


Zacarias (e Ageu) profetizaram aos judeus que estavam em Judá e em Jerusalém; em nome do Deus de Israel lhes profetizaram (Esdras 5.1).

A melhor maneira de julgar a pregação não é pela eloqüência ou inteligência que as palavras parecem ter, mas de quem são as palavras. São de Deus?

Zacarias (junto com Ageu) profetizou durante o período em que os judeus de Jerusalém estavam tentando reconstruir sua cidade. Os escárnios dos vizinhos haviam atrasado o povo, então a mensagem de Zacarias foi clara e enérgica: continuem construindo! É isso o que Deus quer! Vocês podem fazê-lo! Determinado demais para deixar que um pouco de oposição estragasse a decisão dos judeus em terminar o que Deus os havia chamado para fazer, Zacarias encorajou e ajudou o povo. Isso fez uma grande diferença também. O povo ouviu as palavras e foi levado à ação.

Senso comum e sabedoria baseada em experiência têm seu lugar, mas não há substituto para a Palavra de Deus. Colocando de outra maneira: às vezes ficamos desencorajados desnecessariamente. Ouvimos más noticias, enfrentamos um obstáculo, ou pensamos que tudo está perdido e queremos desistir. Queremos parar. Sentimo-nos sem esperança.
Um bom amigo oferece um lembrete: Deus está vivo. Seus métodos vão prevalecer. Nada é impossível para Deus. Não deixe que seus amigos percam de vista a esperança que temos em nosso eterno, Todo-poderoso e amável Deus.

Encoraje e ajude os desencorajados.


Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Baraque – Guerreiro Relutante


“Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei” (Juízes 4.8).

Baraque deparou-se com uma oportunidade única na vida e avançou – relutante. Ele foi convocado por Débora, a juíza (líder) de Israel naquela época, e recebeu uma missão. Débora informou a Baraque que Deus o havia escolhido para liderar a derrota de Sísera e suas forças cananitas. Apesar de ele ter a garantia de Deus quanto ao êxito de sua missão, Baraque insistiu na presença de Debora durante a operação. Escolhido para ser o general, ele preferiu ser tenente. Débora tomou todas as decisões do comando. Sìsera mesmo foi morto por Jael, uma mulher quenéia.

O Novo Testamento cita Baraque entre os heróis da Fé do passado (Hebreus 11.32). Mas as falhas em sua fé também nos recordam que raramente permitimos totalmente que Deus opere através de nós. O que teria acontecido se Baraque não tivesse insistido em alterar o plano original? Nós nem sempre poderemos nos dar ao luxo de ter a companhia de outros quando estivermos realizando o plano de Deus.

Quantas vezes hoje você terá que escolher entre fazer “o que todo mundo faz” e o que a Palavra de Deus o instrui a Fazer? Nossa obediência não pode depender de nossas companhias momentâneas. Confiar em Deus nos trará inevitavelmente a lugares onde temos que ficar sozinhos. Todavia, como Baraque, podemos descansar seguros que Deus se certificará de que nossa obediência tenha resultados positivos. Qual seria a sua resposta se estivesse no lugar dele hoje?

Obedecer a Deus pode significar agir sozinho

Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

sexta-feira, 8 de julho de 2011



Convidamos a todos os irmãos para participar conosco desta Conferência Pentecostal, Deus vai impactar sua vida!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Tomé – Tempo de parar de duvidar


Tomé respondeu e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! (João 20.28).

Os discípulos estavam conversando entusiasticamente sobre a visita do Cristo ressuscitado. Tomé ouviu suas declarações ansiosas, mas uma parte dele ainda não estava convencida. Ele verbalizou suas duvidas. Naquele momento de questionamento honesto, ele foi rotulado com o humilhante apelido de “incrédulo Tomé”. A etiqueta colou. Que infelicidade! A maioria de nós provavelmente teria respondido de um modo semelhante.

Apenas uma semana mais tarde, Tomé conseguiu seu desejo. Enquanto os homens se reuniam numa sala trancada, Jesus repentinamente se materializou. O Salvador olhou para Tomé e disse: “Pare de duvidar e creia”. Qualquer que fosse a incerteza de Tomé, ela abriu caminho para uma confiança total e imediata. “Senhor meu e Deus meu!”, exclamou. Tomé estava buscando honestamente a verdade. E quando Jesus se revelou, as duvidas de Tomé se dissolveram.

Dúvidas ocasionais e temporárias são normais na vida Cristã. Elas podem até ser uma coisa boa se nos motivarem a buscar mais a Deus. Somente quando permanecemos na incredulidade é que desagradamos ao Senhor. Se você está lutando com duvidas hoje, peça a Deus para lhe dar um novo vislumbre de Jesus. Quando Ele der, pare duvidar e creia!

Questionamento honesto é uma coisa boa; ceticismo obstinado não.


Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Formatura do Casados Para Sempre - 30/6/2011

     
Mais dois abençoados grupos do "Casados Para Sempre", concluíram ontem, 30 de Junho, o curso realizado durante três meses. Assim como a formatura do dia 28 de Junho, o evento foi realizado no Josué Buffer. Desejamos que os casais formando sejam verdadeiros faróis acesos em meu a uma sociedade corrompida.
  

 

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Formatura do Casados Para Sempre - 28/6/2011

   
Na terça-feira, 28 de Junho, três grupos do "Casados Para Sempre" concluíram o curso, a festa foi realizada no Josué Buffer. Parabenizamos a todos os formandos que foram beneficiados por este abençoado ministério.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Jonas – Desejando Misericórdia


“Mas desgostou-se Jonas extremamente disso e ficou ressentido” (Jonas 4.1)

O derramamento do amor de Deus sobre a terra seca e pecadora de Nínive chocou Jonas. Afinal, ele tinha passado por muitas coisas para entregar a mensagem de juízo iminente á cidade imperial de Nínive. E Deus tinha se aplacado, demonstrando misericórdia exatamente sobre aqueles que havia anteriormente condenado. Jonas não queria que os ninivitas fossem perdoados; ele os queria destruídos.

Infelizmente nós compartilhamos com freqüência da maneira de pensar de Jonas, algo como “você tem o que merece”. Demonstramos nossa indignação, mesmo de modo sutil, com outros que quebram ou ignoram os mandamentos de Deus. Algumas pessoas podem parecer tão longe de qualquer valor que ficaríamos nitidamente chocados ao sabermos que elas foram para o Céu. Talvez até nos sentíssemos desapontados com a decisão de Deus.

O entendimento de Jonas sobre o amor de Deus era distorcido. Será possível que nossa visão seja semelhantemente estreita? Não podemos esquecer que Deus devotou-se a nós, mesmo quando estávamos perdidos e sem esperança. E ainda, como Jonas, geralmente tendemos a encarar os outros com padrões diferentes. Comece agora a confessar para Deus qualquer reflexo familiar da vida de Jonas que você veja no espelho.

Deus adia a justiça que merecemos para que tenhamos a misericórdia que não merecemos.

Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

segunda-feira, 20 de junho de 2011

CULTO DO CENTENÁRIO - 19 DE JUNHO DE 2011

    
Missionário foi proibido sepultar o filho no cemitério por ordem de um padre

Pelos idos de 1916-17, o missionário sueco Otto Nelson morava no bairro de Bebedouro, na Rua Dr. Passos de Miranda, em Maceió, Alagoas. Ao tentar sepultar seu terceiro filho, Davi, que morrera aos dez meses de idade, foi informado que o padre local não permitia, alegando que o cemitério era da igreja católica, e que “hereges” não podiam ser enterrados lá. Por causa desta ordem, os coveiros cavaram a sepultura do garoto no lado de fora do cemitério. Além desta ação, o tal sacerdote instigou os católicos romanos dessa comunidade a se levantarem furiosamente contra os crentes. Sem ter como enterrar o seu filhinho, Otto Nelson orou a Deus, suplicando-lhe uma solução urgente, a qual chegou imediatamente, pois o delegado, ao tomar conhecimento da proibição imposta pelo sacerdote, mandou que uma escolta de soldados acompanhasse o enterro até o cemitério, e ali guarnecesse os crentes, enquanto era realizada a cerimônia de sepultamento, que aconteceu à noite, à luz de candeeiros.

Histórias como essa fazem nos lembrar do árduo trajeto que nossos pioneiros tiveram que galgar para que o evangelho genuíno pudesse chegar até nós, e hoje estamos comemorando CEM ANOS de história. Louvado seja o Senhor.
   
Abaixo temos o link mostrando as fotos do culto comemorativo.
       
 

Batismo no Ano do Centenário das Ass. de Deus

 
No último dia 12, domingo, estivemos participando do grande batismo realizado no templo sede da Assembleia de Deus em Mossoró, evento que fez parte da celebração do centenário da nossa igreja. Desceram às águas 380 novos membros, dentre estes, doze irmãos da nossa congregação.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

Jonas - A paciência de Deus com seus filhos


E Jonas se levantou para fugir de diante da face do Senhor para Társis. (Jonas 1.3).

Poucas personalidades do Antigo Testamento são tão transparentes como o profeta Jonas. Podemos ver através dele, e não gostamos da maior parte do que vemos. Ele nos lembra muito de nós mesmos: medroso, egoísta, vingativo e orgulhoso.
O chamado de Jonas para servir começou desastrosamente. Não sabemos porquê ele decidiu fugir de seu compromisso de pregar em Nínive, mas podemos imaginar que, aquele medo foi sua principal motivação. Ao invés de ficar parado, imaginou que se ele se colocasse uma distância ainda maior entre ele mesmo e Nínive, Deus desistiria e escolheria outra pessoa. Mas Jonas subestimou grandemente a determinação de Deus de que ele cumpriria sua missão.

Encontrado uma violenta tempestade no caminho para Társis, Jonas finalmente percebeu que lutar contra vontade de Deus era inútil. Melhor do que arriscar a vida dos viajantes, ele insistiu que fosse lançado no mar, onde foi engolido por um grande peixe. Mas esse não era fim de Jonas. Deus usou esse tempo de confinamento solitário para encorajar o arrependimento e renovação de compromisso do profeta. Três dias depois Jonas foi liberado, pronto para começar o trabalho que fora chamado para fazer.

A paciência de Deus conosco é maravilhosa. Apesar de corrermos e sermos rebeldes, Ele pacientemente nos corrige e nos coloca de volta em curso. Mesmo assim não deveríamos testar a misericórdia de Deus. É sempre melhor fazer o que Ele pede na primeira vez.

Deus fará o que for necessário para trazer-nos de volta para si.

Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Novo Site do Projeto no Deserto

    
Foi lançado o novo Site do Projeto no Deserto, o endereço é o mesmo, você pode visitar e conferir.

www.projetonodeserto.org.br

PROJETO NO DESERTO - Assent. São João 2011

    
Parabenizamos a todos que direto ou indiretamente fizeram com que este grande projeto fosse realizado, louvamos a Deus por proporcionar tão grande evento. Foram disponibilizados para os moradores daquela comunidade, serviços primordiais como: Atendimento médio e odontológico, atendimento de primeiros socorros, distribuição de alimento, distribuição de roupas e calçados, brinquedos e lancheiras para a criançada, corte de cabelo, distribuição de cesta básica, dentre outros.
    

quinta-feira, 9 de junho de 2011

A SÍNDROME DO SAPO FERVIDO

   
HOJE É UMA PRÁTICA INOFENSIVA, AMANHÃ É OUTRA E QUANDO FOR TARDE, ESTAREMOS NUM CAMINHO SEM VOLTA.

Mas o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios. (I Timóteo 4.1)

Bastante conhecida entre os administradores de empresa, a teoria da “Síndrome do Sapo Fervido” diz, baseado em estudos biológicos, que se um sapo é colocado num recipiente com a mesma água da lagoa ele fica imóvel por todo o tempo que aquecemos a água, até que ela ferva. Como não reage à mudança de temperatura, ele morre quando a água aquece. Ao contrário, se o mesmo sapo for jogado nesse recipiente com água fervendo, ele pula e sai vivo.
Essa teoria aplica-se perfeitamente a nossa vida cristã, no sentido de que, muitas vezes, não percebemos as mudanças sorrateiras e lesivas patrocinadas por Satanás em nosso meio.
Algumas dessas mudanças começam com práticas toleráveis e inofensivas, de fácil aceitação por qualquer cristão, mas o tempo pode demonstrar serem elas atestadamente perigosas.
A maior apostasia da história do povo de Israel não surgiu nos dias do Rei Manassés repentinamente. A idolatria que se tornou explícita tinha raízes no Egito, uma vez que alguns do povo não tinham desvencilhado da apostasia quando deixaram a escravidão (Josué 24.23).
Da mesma forma, uma falsa doutrina ou uma idéia deturpada dos preceitos bíblicos não se manifesta instantaneamente. Aos poucos procura engodar o crente desavisado. E como as mudanças são gradativas, por vezes passam despercebidas aos nossos olhos.
Provavelmente o maior engodo a qual estamos sujeitos atualmente seja a permissividade lenta e silenciosa. Dia após dias a igreja local absorve preceitos de conduta mundana que em nada contribui para nosso crescimento espiritual, e, pelo contrário, promove nosso afastamento gradual da sã doutrina.
Assim como o crente fiel não cai de repente, a exemplo de Saul e Salomão, a igreja local também, se não estiver firmada nos estatutos eternos, sucumbe gradativamente ao absorver práticas e pensamentos aparentemente inofensivos. Hoje é uma prática inofensiva, amanhã é outra e quando for tarde, estaremos num caminho sem volta.
Nos dias atuais, a iniqüidade aumenta, o amor de muitos esfria, o mundo se torna cada vez mais atrativo, e ai não percebemos a água fervendo em nossa volta e corremos o risco de morrermos imersos nesse caldeirão que está sendo preparado para o Anticristo.
Que Deus nos torne um jardim fechado, manancial fechado, fonte selada (Cantares 4.12), a fim de que as mudanças que trazem prejuízo à nossa fé não cheguem à nossa tenda.
 
Alexandre Paz
é professor da escola dominical na classe de jovens na Assembléia de Deus em Candelária, Natal - RN
 

quarta-feira, 25 de maio de 2011

REFLETINDO SOBRE FAMÍLIA

   
Prezados leitores, os convido para refletir sobre Familia observando o que escreveu a revista Veja conceituada escritora (não evangelica) Lya Luft.

http://veja.abril.com.br/140207/ponto_de_vista.shtml
 

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Cornélio - A Nova comunidade de Deus

   
“Maravilharam-se de que o dom do Espírito Santo se derramasse sobre os gentios”
( At.10.45).

A família de Cornélio foi um teste de quão longe Deus está disposto a ir para mudar o coração das pessoas. Pedro mesmo estava incerto se não judeus tinham alguma fatia da atenção de Deus. Como poderia Deus dar suas bênçãos a um oficial do exercito romano? Tal pessoa representava tudo o que era ofensivo: uma espada afiada, adoração ao imperador e ocupação estrangeira. Mas uma coisa estranha aconteceu! Deus enviou o Espírito poderosamente sobre Cornélio e sua família.

“Ei!”, eles devem ter dito, “ Deus está cego para com todas aquelas distinções judaico-gentílicas que designavam um grupo como bom e o outro mal”. Unidos em Cristo e abençoados pelo Espírito, crentes gentios e judeus tornaram-se verdadeiros irmãos, contudo diferentes em suas tradições e segmentos políticos. Um em Cristo! Que surpresa de Deus!


Hoje nós sabemos que outras divisões são do mesmo jeito, apenas ilusórias aos olhos de Deus: raça, cor da pele, origem étnica, gênero e status social. Deus declarou que todas as pessoas podem ser seu povo – ninguém é mais do que ninguém, sob nenhuma medida de cor ou de riqueza. Apesar de muitas igrejas fingirem que Deus prefere os brancos aos morenos, os ricos aos pobres, o homem à mulher. A revolução iniciada na casa de Cornélio ainda continua – provando que Deus ainda não terminou conosco.

Irmão ou Irmã, não faça discriminação. Isso não é correto.


Deus está construindo uma nova comunidade de irmãos e irmãs na igreja, onde o amor supera todas as barreiras.


Presbítero Marcos Alencar

Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.
   

Dia das Mães 2011

  
Em meio a muita alegria, a congregação da Nova Betânia, no comando da irmã Dolores Alves comemorou ontem o dia das mães com um culto totalmente direcionado a elas. Destacamos a mocidade que apresentou uma bonita encenação.
 

  
Veja o hino louvado por Felipe Barreto, em homenagem à sua mãe.

   

sábado, 7 de maio de 2011

Aniversário de Casamento - Francisco e Liana

    
Parabenizamos ao casal Francisco Vieira e Liana, com suas lindas filhinhas Débora e Priscila por estarem comemorando hoje (07 de maio) 12 anos de um relacionamento abençodo por Deus.

"BEM-AVENTURADO aquele que teme ao SENHOR e anda nos seus caminhos.  Pois comerás do trabalho das tuas mãos; feliz serás, e te irá bem. A tua mulher será como a videira frutífera aos lados da tua casa; os teus filhos como plantas de oliveira à roda da tua mesa. Eis que assim será abençoado o homem que teme ao SENHOR. O SENHOR te abençoará desde Sião, e tu verás o bem de Jerusalém em todos os dias da tua vida. E verás os filhos de teus filhos, e a paz sobre Israel."   Salmo 128
  

terça-feira, 3 de maio de 2011

Morre Pr. David Wilkerson

  
Este Vídeo contém a conversão de Nick Cruz um dos piores bandidos da gangue de espanhóis “Mau Maus” do Brooklyn da cidade Nova York, o qual foi evangelizado pelo Pr. David Wilkerson.

Click aqui e assista ao Pr. David

Nesta quarta-feira dia 27 de abril de 2011,
Pr. David Wilkerson morreu aos 79 anos em um acidente de carro no Texas, EUA.
David Wilkerson foi um famoso evangelista americano, fundador e líder da Times Square Chruch, uma grande igreja com mais de 8.000 membros, em Nova York. Ele passou a primeira parte do seu ministério, aproximando-se de membros de gangues e viciados em drogas em Nova York, como disse em seu livro, o Best-seller “A Cruz e o Punhal”. Seu trabalho deu inicio no mundo às atividades cristãs de recuperação de dependentes químicos, por meio de centros de recuperação.


  

Boaz – Um motivo santo para um trabalho duro

Aquele homem não descansará até que conclua hoje este negócio (Rute 3.18).

Noemi garantiu a Rute que, quando Boaz colocava a cabeça numa tarefa, as coisas aconteciam. Rute só podia esperar com grande expectativa; ao anoitecer seu futuro estaria claro.
Poderíamos usar a habilidade de Boaz em resolver as coisas. O trabalho transforma o mundo. O arquiteto dá forma ao edifício a partir de maneiras crus. O mercador satisfaz as necessidades do cliente com preços de materiais crus. O mercador satisfaz as necessidades do cliente com preços sensíveis e produtos duradouros. Um bom trabalhador traz ordem ao caos. Ele escolhe as prioridades e estabelece as rotas para satisfazer necessidades. Ele negocia decisões. Mas por que trabalhar duro? A maioria das pessoas diria: “Para enriquecer a si mesmo”. As pessoas trabalham para alcançar riqueza e poder. Isso é tudo?
A Biblia afirma que o bom trabalho é motivado pelo amor. Deus mesmo o faz porque nos ama. Nosso trabalho é primeiro uma resposta ao amor a Deus e depois uma Mao amorosa estendida aos outros. Nem toda transação diária é uma experiência efusiva de amizade, mas a Bíblia é clara neste ponto: o trabalho que você faz adquire grandeza somente quando é feito porque você realmente se preocupa com os outros. E somente Deus pode dar-lhe essa preocupação. Boaz atinha e não abandonou o trabalho até que se ele estivesse completo.
Não importa qual seja o seu negocio ou profissão, peça a Deus que lhe dê um novo senso de amor pelas pessoas às quais você serve.

A motivação apropriada para o trabalho é o amor.

Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

quarta-feira, 27 de abril de 2011

O Gideões em Ação

  
Os Gideões da nossa congregação esteveram hoje, 27/abril, distribuindo NTs no Curso de Medicina da UERN em Mossoró. Os campos desta cidade mobilizaram-se na distribuição de Novos Testamentos na UERN, distribuindo aproximadamente 4.000 unidades. Seguem abaixo algumas fotos


  

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Estéfanas – Crentes Revigorantes

Reconhecei, pois, aos tais (1 Coríntios 16.18).

Estéfanas e sua família foram os primeiros a se converter a Cristo quando Paulo foi a Corinto. Paulo batizou-os pessoalmente. No capitulo final de 1 Coríntios, Paulo desejou destacar esse homem comum relativamente desconhecido (e seus companheiros de convicções idênticas) e pediu aos coríntios para tratarem-no com respeito porque “Estéfanas... recreou o meu espírito”. Ele era um herói.
Estéfanas era o tipo de pessoa que dizia e fazia o possível para servir aos outros. Isso é o que significava para ele servir ao Senhor. É isso o que significa para nós também.
Considere quem já encorajou você. Tais pessoas merecem reconhecimento. Pense em um modo de destacá-las.
Considere a quem você pode encorajar. Você pode ser uma fonte de encorajamento para outros. Separe tempo esta semana para escrever ou ligar para alguém que tenha sido importante para você. Talvez esse seja o modo mais tangível pelo o qual você possa ajudá-los. Suas palavras e serviço a eles refrigerarão as suas almas.

Encorajamento é uma dádiva que todos podem oferecer.

Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

terça-feira, 12 de abril de 2011

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Agar – Fugindo dos Problemas

Torna-te para tua senhora e humilha-te debaixo de suas mãos... Multiplicarei sobremaneira a tua semente, que não será contada, por numerosa que será (Gênesis 16.9,10).

Escapar é geralmente a solução mais tentadora para nossos problemas. De fato, pode tornar-se um hábito. Agar, a serva-mulher de Abraão, usava essa abordagem. Quando caminhar tronava-se difícil, ela costumava caminhar -- outra direção.
A gravidez de Agar a fez olhar para Sara altivamente. Essa, por sua vez, puniu a escrava. Agar fugiu. Quando ela voltou á família e deu à luz Ismael, Sara procurou qualquer desculpa para colocá-la com Ismael para fora de uma vez. No deserto, sem água e enfrentando a morte de seu filho, Agar mais uma tentar fugir. Ela caminha para longe do menino para não vê-lo morrer. Mais uma vez, Deus intervém graciosamente.
Você já percebeu que algumas vezes Deus bloqueia nossas saídas para nosso próprio bem? Ele quer que nós enfretemos nossos problemas com ajuda dEle. Nós vemos a sua provisão mais claramente em tempos de conflito e dificuldade. Existem problemas na sua vida para os quais você tem usado a “solução de Agar?” Escolha um, peça ajuda de Deus e comece a enfrentar o problema hoje.

Corra para Deus com os seus problemas, não para longe dEle.


Presbítero Marcos Alencar
Adaptado do livro 365 Lições de vida Extraídas de Personagens da Bíblia do autor Michael Kendrick, CPAD.

domingo, 10 de abril de 2011

CULTO DO AMIGO

  
neste último sábado, 9/abril, no comando da mocidade, realizou-se o Culto do Amigo, uma festa que ficará marcada em nossos corações. Destacamos a participação das jovens que fazem o grupo "Mãos de Luz", diga-se de passagem que são extraordinárias, do Dc. Ricardo Alfredo, que se responsabilizou pela mensagem e de todos os rapazes e moças que superlotaram esta congregação.
Duas jovens aceitartam a Cristo como salvador de suas vidas.


 

Aniversário do Círculo de Oração de Adultos

   
No dia 4 de abril, às 14:40h, realizou-se o vigésimo quinto aniversário do Círculo de Oração de Adultos na congregação de Nova Betânia, com a participação maciça de irmãs de toda a cidade. Esteve com a responsabilidade de palavra a missionária Hélia Galdino.


sábado, 9 de abril de 2011

VII Convenção Estadual dos Gideões no RN

  
Deus coroou com êxito a VII Convenção Estadual dos Gideões Internacionais no Rio Grande do Norte. A Nova Betânia destaca-se por participar ativamente deste ministério, parabenizamos aos Gideões e Auxiliares da congregação que fizeram com que esta convenção fosse uma bênção.

Curso: Pais Para Toda Vida

  
Em meio a muita descontração, o MMI realizou no último dia 18 do mês de março, na capital alencarina, um trainamento para o curso "Pais Para Toda Vida", estiveram presente os casais Valdécio e Azenati, Altemízio e Francinete. A congregação tem se preparado para iniciar a primeira turma do curso "Pais Para Toda Vida", o casal Valdécio e Azenati estarão no comando desta equipe.


  

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Ação Social PROJETO NO DESERTO

  
Projeto realizado no Sítio Hipólito, em 26 de março de 2011.



Veja o Vídeo:

 

terça-feira, 5 de abril de 2011

Culto da Família

  
No último dia 20 de março, tivemos um  abençoado Cultio de Obra Missionária, noensejo, os membros colaboraram para a realização do trabalho de ação social Projeto no Deserto.